FANTASLÍNGUA X

voltar FANTASLÍNGUA X

Foi ao som das vinte e uma badaladas, do dia 17 de fevereiro, que iniciou a décima edição do FantasLíngua, subordinado ao tema “BEM DITA PALAVRA”. Este projeto dinamizado, anualmente, pelo Departamento de Língua Materna, com o objetivo primordial de promover o diálogo entre as várias áreas do saber, pretende, também, contribuir para o alargamento e enriquecimento da tessitura do idioma lusitano. Assim, ao longo destes dias intensos, toda a comunidade educativa foi convidada a refletir e a dialogar com personalidades do nosso universo cultural, artístico e literário a fim de celebrar a língua portuguesa.

Como não podia deixar de ser, a Madre Superiora, Ir. Cidália Araújo abriu a sessão, saudando os presentes e, reconhecendo a importância de todos os que ajudam direta ou indiretamente a ser a escola que somos, na sua intencionalidade educativa. De seguida numa alusão ao tema, referiu que a palavra é uma experiência do ser, pois é pela palavra que habitamos e preenchemos o presente, rebuscamos o passado e semeamos de esperança os espaços que ainda só são sonho.

Dado o mote aos artesãos da palavra, ei-los que passam pela “passadeira vermelha”, nomeadamente Eduardo Vítor Amaral, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Arlindo Magalhães, capelão da Comunidade da Serra do Pilar, Ana Luísa Amaral, poetisa, Ana Carapinheiro, Carlos Granja, Sofia Rente e Pedro Silva, como autores e editores, Rui Andrade, Cristiano Pereira, Elsa Lé, Luís Mendonça, Ana Figueira e Paulo Rodrigues mestres nas várias representações da Palavra, da ilustração, da fotografia, da dança e da música, respetivamente.

Com efeito, desde o berçário até ao décimo segundo ano, todos tiveram oportunidade de viver dias diferentes e muito enriquecedores, num diálogo aberto com as diferentes artes, a saber Jogos de Expressões Idiomáticas, Oficinas de Teatro, de Fotografia, de Ilustração, de Escrita e de Dança. Assim, os protagonistas das várias atuações foram, sem dúvida, os alunos do presente, mas também os do passado que, como salientou o diretor pedagógico, um aluno do Bonança carrega com ele o ADN e o orgulho de pertencer a esta grande família. Foi, pois, neste diálogo temporal que, na sessão de abertura foi representado o espetáculo Lusíadas 3.0: ecos da atualidade, cujo guião foi burilado e posto em cena por alunos e professores de Português, da Academia das Artes e d’ Artes Performativas e no encerramento tivemos a atuação do grupo Quatro Homens e meio com o espetáculo Tesouro Nacional Português.

E, fazendo jus às palavras do diretor pedagógico, Luís Caetano no discurso final, fizemos falar as várias áreas do saber, uma vez que “a escola tem de ter a capacidade de criar ambientes que propiciem experiências significativas, úteis, que se concretizem em aprendizagens reais, contextualizadas e adaptáveis. Ela tem de ser espaço de identidade e identidades, tem de ser espaço de pertença, mas , ela própria, tem de integrar o meio, a comunidade local, o país, um mundo, vários mundos, cada um de vós e cada um de nós."

 Assim, ilustrando este espaço intercultural, pudemos contar com a parceria da Biblioteca Pública Municipal de Vila Nova de Gaia que permitiu que ao longo destes dias, decorresse, no Salão Nobre do Colégio, a exposição D’olho n’Os Lusíadas com edições ilustradas de 1889 até às obras mais recentes em banda desenhada.         

Na verdade, fizemos despertar os sentidos para a transversalidade das diferentes linguagens e, dessa forma, pudemos percecionar que as palavras são corpos tocáveis, sereias visíveis cheias de sensualidade, cor e movimento, não esquecendo, contudo, que o Colégio de Nossa Senhora da Bonança é hoje o resultado do encontro de uma história de 90 anos com sonhos do futuro, mas que continua a manter sempre presente a procura e a transmissão de conhecimento e de valores.

Fantaslíngua X

Prof. Maria Luísa Pinto

[2017-03-06]

Destaques

Um Conto Que Contas, Matemática e Português dão Prémios?!
CNSB, volta a pontuar

MELHOR ESCOLA
Vota no teu Jornal

Jantar de finalistas 2016/2017
E eis que o dia tão esperado chegou. Após tantos anos a ver os colegas mais velhos participarem no baile de finalistas, o nosso momento aconteceu. A cerimónia realizou-se no dia 28 de abril, na Quinta da Velha, em Crestuma.

Participação encorajadora dos nossos artistas fora de portas
Os alunos do 10º e 11º anos, de Artes, do CNSB, mostram o seu talento

Visita à cidade do Porto
Pouco passava das 14h do último dia do mês de março, quando a turma do agrupamento de Humanidades do 11º ano do CNSB rumou ao Porto. No âmbito da disciplina de História A, visitámos alguns dos mais belos monumentos da cidade invicta e de Vila Nova de Gaia.

VIAGEM CULTURAL 9.º ANO - Paris
Estava toda a gente no aeroporto à espera daquele que seria o voo que nos levaria a Paris

FANTASLÍNGUA X
Foi ao som das vinte e uma badaladas, do dia 17 de fevereiro, que iniciou a décima edição do FantasLíngua, subordinado ao tema ?BEM DITA PALAVRA?

Viagem Cultural ao Norte de Itália
Uma vez chegados a solo italiano, a primeira visita teve lugar em Maranello, muito próximo da cidade de Modena

Cerimónia da 4º Edição do Selo Escola Intercultural
No passado dia 12 de janeiro, a direção do Colégio e a professora responsável pelo projeto de Interculturalidade do nosso Colégio deslocaram?se ao Centro Ismaili, em Lisboa, para receberem o Selo Escola Intercultural

Dia Mundial da Ciência
Na passada quinta-feira, dia 24 de novembro